Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





A revolução de Cantona

por Henrique Monteiro, em 07.12.10

Publicado em SAPO Notícias

Autoria e outros dados (tags, etc)

Anos de Cartoons

2008 | 2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | 2016 | 2017 | 2018 2019 2020 2021


6 comentários

Sem imagem de perfil

De art a 07.12.2010 às 08:38

É uma triste realidade, mas seria bem melhor ter o dinheiro "debaixo do colchão".

Quem nunca contribuiu para a crise - ou seja, os trabalhadores - vão ter de pagar os desmandos, a ganância e o desastre da "bolha" especulativa.

Veja-se o que foi necessário pagar para "salvar" o BPN - dos amiguinhos do Sr. Silva - ou o BPP - do trafulha do Sr. Rendeiro, o tal "que não sabia de nada".

Embora utópica, esta ideia do Cantona até seria de seguir, originando a falência de muitos bancos.
Ou poderia fazer acordar o pessoal para a realidade: os especuladores - os tais que deram cabo disto tudo - não vão ser punidos, antes pelo contrário. Eles estão aí - com o eufemístico nome de "mercados" - com mais agressividade do que nunca.

E o Sr. Trichet continua a emprestar aos bancos a 1%, para estes emprestarem aos Estados a 6 e a 7!!!

Quem nos acode????

Parabéns, mais uma vez, Henrique.
Sem imagem de perfil

De EuOdeioLisboa a 07.12.2010 às 09:21

Quem vos acode?!?

Continuem a votar na mesma pandilha de sempre e depois venham-se queixar que a culpa é dos bancos...

Por vezes até acho que este país merece aquilo por que está a passar...
Sem imagem de perfil

De Tania a 07.12.2010 às 09:58

Este pais só lá vai com a falência de todos os bancos, com a falência da segurança social, com o fim deste governo.

Só sabemos culpar aos outros, mas e os rendimentos mínimos , os subsídios de desemprego, os apoios de isto e daquilo... tudo isso é muito dinheiro.

Ando eu a descontar todos oss meses e para que o estrangeiro que não sabe a nossa língua ter direito a um rendimento, ou o cigano, que nunca fez nada pelo pais ter direito a um rendimento...

melhor ainda tive várias pessoas á minha volta que na campanha de natal do banco alimentar contra a fome não deram nada, por conhecerem muitos casos de amigos que dizem estar sozinhos, separados , com filhos menores, bla bla bla e vão todos os meses buscar ao banco alimentar, " enquanto não se gasta ali, gasta se noutra coisa "..... Se continuasse estas linhas não chegavam.

Enfim este pais merece ainda pior !!! :«

Estou numa zona onde muitas pessoas me dizem estou desempregado , conheces algum sitio ? E quando eu digo sim ! A resposta é sempre : Esse horário não dá, esse ordenado não vale a pena , fins de semana não vale a pena não quero, enfim estou farta desta mentalidade que só sabe culpar e nunca ver os erros ...

Henrique , Excelente este e todos os outros , como de costume !
Sem imagem de perfil

De cec a 07.12.2010 às 10:21

nunca estive desempregada. troquei de emprego semrpe que quiz até encontrar o que desejava. nunca tive «cunhas» nem empurrões. estudo continuamente. mas tudo isso não me faz «chorar» o dinheiro dos meus impostos quando estes são canalizados para pessoas que infelizmente não o sabem ser. muito menos comento sobre estrangeiros. fica mal a qq português falar sobre isso quando somos um dos povos com mais gente lá fora e que estando lá usufruem de muito direitos. quantos não regressam por isso mesmo. mulheres portuguesas que por exemplo tendo váriso filhos a cargo ou filhos com problemas de saúde acabam por ficar em casa dado que o estado ajuda estas pessoas. o que me incomoda são noticias como esta http://sol.sapo.pt/inicio/Tecnologia/Interior.aspx?content_id=6328. não ataque quem tem menos do que você. ataque é quem não sabe gerir os seus impostos ou quem lhe saqueia a conta bancária. dividir para reinar ou atacar quem é inferior - psiquica, mental e fisicamente - é de gente sem valor.
Sem imagem de perfil

De Tania a 07.12.2010 às 19:06

Conheço várias pessoas com filhos portadores de deficiencias, que não recebem nada, vivem dos fundos dos pais ou do marido, só porque têm em seu nome uma casa para pagar ao banco e um carro maduro de velho.... E sim, não tenho problemas de falar sobre os estrangeiros, não sou contra procurarem uma vida melhor fora do pais deles, mas muitos quando vem para Portugal não sbem escrever nem ler, têm a sorte de se legalizarem, e depois podem estar até ou quatro ou seis anos (não tenho a certesa do tempo) a receber do estado para aprenderem a nossa lingua. Acha bem ? Diga me um pais onde isto acontece ! E sim, muitos portugueses ficam no estrangeiro porque os filhos ficam no pais que sempre conheceram . E os ciganos , o que fizeram para receberem do estado, a partir dos 18 anos um rendimento de reincerção social ? Ainda á pessoas a acreditarem na historia da carochinha !
Sem imagem de perfil

De cec a 08.12.2010 às 17:34

nunca gostei da carochinha. mas acredito que não devemos generalizar. já conheci ciganos bons e outros maus. mas piores são os ciganos que se autoproclamam agencias de rating e por aí fora. há boa gente em todo o lado e todas as provenicencias. e quer fazer me acreditar que os portugueses que foram la para fora dominavam o francês e tinham (para não dizerem têm) uma cultura e conhecimentos superiores em relação aos cidadãos dos paises de acolhimento? os portugueses sao das pessoas mais mesquinhas que já conheci para grnade tristeza minha. muitos portugueses ficam lá pelos filhos mas muitos mais pelas condições que lá têm. informe-se. e agradeço aos estrangeiros que para cá vêm e aprendem portugues porque quando aprendem aprendem mesmo. ora tal coisa não posso dizer de muitos portugueses que saem da universidade. torno a dizer: eu não me preocupo co mas migalhas. eu preocupo-me é com os dirigentes que transformam o que dou em lucros para os bolsos de uns e nada lhes acontece. eu trabalho, tenho um trabalh ode que gosto, sou recompensada por ele. isso me basta para ser feliz. não me ponho a pensar que poderia ter uam vida melhor só porque uns recebem x e outros y e sem trabalhar. eu ponho me a pensar é nas portuguesas que estudam para assistentes sociais e depois se deixam subornar por certas situaçoes. eu não acredito na carochinha porque acho indecente que uma mulher cative um marido porque tem dinheiro.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Publicidade


No facebook


Cartoons Família e Desporto






Pesquisar cartoons

  Pesquisar no Blog