Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Já cá canta

por Henrique Monteiro, em 25.11.15

canta1.gif

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Anos de Cartoons

2008 | 2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | 2016 | 2017 | 2018 2019 2020 2021 2022


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Fersilva a 25.11.2015 às 08:02

Teria sido mais engraçado fazer um cartoon com os 62% dos Portugueses a pularem de contentes, mas dava muito trabalho não é ?
Ou o patrão não gostaria ?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.11.2015 às 08:21

62%? Estás louco? Se for 30% é muito.

Não podemos ser todos académicos mas vou tentar explicar como fosses muito burr*;
Imaginemos uma população alvo, com objectivo de perceber o seu gosto por carne:
Lá por afirmarmos que 50% de uma população gosta de carne (partidos esquerda), não podemos da mesma maneira afirmar que esses 50% gostam todos de coelho (comunistas) ou de aves (BE).

Desses 50% que gostam de carne:
30% gosta de porco
10% gosta de coelho
10% gosta de aves

Agora tu achas que ao cozinhares um prato com estas carnes, (partidos esquerda), para esta malta, que 50% vai gostar do que vai comer? Aqueles 20% que comem coelho+ave podem não gostar de porco ou vice-versa.

Mas a tua forma de veres as coisas é; "se tu gostas de porco, então também gostas obrigatoriamente de coelho e aves porque comes carne".

Tem cuidado, as coisas não são assim tão lineares.

Para terminar, deixo uma dica útil, estuda um pouco o "diagrama de venn".
Sem imagem de perfil

De Tiago de Amorim a 25.11.2015 às 09:23

É um bom ponto de vista do Anónimo, apesar de pecar por defeito nas percentagens.

Mas pelo contrário, vamos imaginar que os tais 38% dos portugueses são vegetarianos e só comem vegetais - 35% adoram nabos e 3% são adeptos fervorosos de bananas. Assim sendo, deverá uma população inteira render-se ao vegetarianismo quando a grande maioria rejeita declaradamente comer vegetais por mais quatro anos? Como disse o Anónimo, a maioria gosta efetivamente de carne, sendo essa a sua essência, e apesar de uns se inclinarem mais para as aves, para o coelho ou para o porco, todos têm a convicção que ainda assim, qualquer destes é carne e nunca vegetal.

De facto, as teorias dos conjuntos, analisadas por diagramas de Venn ou outros modelos, são sem dúvida um passatempo interessante. Só não conseguem ainda provar como é possível meter o Rossio na Rua da Betesga.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Publicidade


No facebook


Cartoons Família e Desporto






Pesquisar cartoons

  Pesquisar no Blog